FNA e Saergs se posicionam contra a extinção do Memorial Luís Carlos Prestes | aU - Arquitetura e Urbanismo

Notícias

Notícias

FNA e Saergs se posicionam contra a extinção do Memorial Luís Carlos Prestes

PLCL 006/17, de autoria do vereador Wambert di Lorenzo, pretende transformar o edifício em Porto Alegre no Museu da História e da Cultura do Povo Negro

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
6/Abril/2017
Divulgação: Prefeitura Municipal de Porto Alegre

O vereador Wambert di Lorenzo protocolou o Projeto de Lei Complementar do Legislativo (PLCL) 006/17 na Câmara de Vereadores de Porto Alegre para transformar o Memorial Luís Carlos Prestes no Museu da História e da Cultura do Povo Negro. O edifício é projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

"Prestes foi um traidor da pátria brasileira, é um absurdo ele ser retratado como um herói", diz Lorenzo. O vereador alega também relação entre a execução da garota Elza, suspeita de trair o partido e a história de Prestes. "Uma menina de 16 anos que foi estrangulada com um fio e teve o corpo dobrado e quebrado, com os pés junto à cabeça, para poder ser enterrado no quintal de um dos seus algozes", destacou.

Em nota, a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) e o Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs) se posicionaram contra o projeto de lei, alegando ser retrocesso para a história do local. "A proposta, que está em tramitação na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, é uma afronta à história da Arquitetura e Urbanismo no país. Além disso, desmerece a única obra oferecida pelo arquiteto e urbanista Oscar Niemeyer a Porto Alegre. A coautoria do Memorial é assinada pelo seu bisneto Paulo Sérgio Niemeyer", dizem, em nota.

Para as entidades, o Memorial Luiz Carlos Prestes é também um monumento à memória de Prestes, personalidade política e militar presente na história do Brasil, que não pode ser extinta a risco de cair no esquecimento. "Apesar de apoiar a criação de um museu ao povo negro, o qual merece amplo destaque devido a importância que carrega, a escolha pelo local para a implantação do museu não pode extinguir um dos símbolos da Arquitetura e do Urbanismo no Rio Grande do Sul", explicam.

O PLCL 006/17 ainda deve passar por comissões antes de ir para votação no plenário.



Destaques da Loja Pini
Aplicativos