Lego inspira escritório Vernare Projetos na arquitetura de interiores da Zoom Education | aU - Arquitetura e Urbanismo

Interiores

Vernare Projetos . São Caetano do Sul, SP . 2010

Lego inspira escritório Vernare Projetos na arquitetura de interiores da Zoom Education

Projeto de interiores reúne equipes e traz sintonia criativa à empresa por meio de jogo de linhas, cores e ilustrações lúdicas

Por Silvana Maria Rosso Fotos Nicola Labate
Edição 208 - Julho/2011

Fluidez, cor e criatividade. Esse foi o resultado do projeto traçado pelo escritório de arquitetura Vernare Projetos, que recebeu o desafio de integrar em um único local as equipes da Zoom Education - empresa brasileira que representa com exclusividade a Lego Education no País e desenvolve soluções de aprendizagem - e ainda receber os clientes franqueados para treinamentos.

Com três sedes diferentes em São Caetano do Sul, a Zoom tinha seus departamentos de marketing, franquia, produto e desenvolvimento, e TI desconectadas fisicamente. O corpo administrativo-financeiro já ocupava um andar do mesmo edifício e as outras estavam localizadas em pequenos sobrados comerciais em bairros distantes de São Caetano. "Todos os funcionários desejavam um ambiente lúdico e que estivesse na sintonia criativa das áreas que ocupariam o andar", explica a arquiteta Maria Inês Zemella. Tal e qual a metodologia de aprendizagem introduzida pela empresa, oferecendo experiências que contribuem para o desenvolvimento de habilidades, competências, atitudes e valores em crianças, jovens e adultos.

Para tanto, foi necessário reunir os cerca de 100 funcionários e aproveitar ao máximo a área que ocupariam, planejando ambientes que possibilitassem o exercício de criação, liberdade de desenhar e de se reunir informalmente.

Como a prioridade do projeto eram as áreas comuns, o layout partiu do coletivo para o particular. "Da área de convivência, onde fica o pequeno auditório, coffee break e espaços de leitura para as salas fechadas dos gerentes e reuniões mais formais", descreve a arquiteta. Entre os destaques estão a entrada, marcada pelo grande Lego identificando a empresa, o café ao lado, ocupando uma área traçada com linhas não ortogonais, e o auditório abraçado pela marcenaria arredondada.

O fluxo ininterrupto de circulação e informações em torno da caixa central de elevadores e escadas integra os departamentos e facilita a comunicação. Há poucos locais fechados: três salas de gerentes fechadas por paredes de drywall, rasgadas por visores circulares, e pequenas salas de reunião conjugadas, limitadas com painéis de vidro. Aqui, estimulando a criatividade das equipes, o layout faz um jogo lúdico de formas, adotando mais uma vez linhas não ortogonais, e espessuras variadas para uma mesma parede. "Em uma ponta são estreitas e vão ganhando massa na outra extremidade, proporcionando ao espectador enxergar esse jogo de medidas pelo visor das salas."

Peças, placas e caixas de Lego serviram como referencial para o dimensionamento de armários, prateleiras e adesivos que ilustram e constroem em escalas gigantes o principal elemento do jogo dinamarquês.

O escritório adotou painéis nos quais se pode escrever como revestimento em todas as paredes do núcleo central de escadas e elevadores, incentivando a prática do desenho e a comunicação entre as pessoas e as áreas. "Possibilitamos que os funcionários se apropriassem da obra, revestindo-a com suas linhas gráficas ou textuais", explica a arquiteta.

A informalidade foi impressa na escolha dos pisos, compostos de grama artificial e vinílico, imitando madeira; e do forro, de gesso e mineral, que só recobre as áreas de trabalho onde a acústica é crítica. No restante, fiação, tubulações, caixas de passagem ficam aparentes no mesmo raciocínio de encaixes, sobreposições e articulações das peças Lego.

O cliente solicitou que o projeto utilizasse as cores internacionalmente padronizadas pelo marketing da Lego, azul, vermelho, amarelo e verde, identificadas em quatro áreas: marketing, franquia, produto & desenvolvimento e TI.

A iluminação é bem mais intimista na área de convivência, composta de luminárias mais divertidas, menos afeitas às áreas corporativas, em contradição às luminárias padrão escritório, utilizada nas áreas de trabalho, onde o forro também é mais comportado, modulado e bem delimitado.

JIGSAW PUZZLE
Fluidity, color and creativity. That was the result of the project designed by the Vernare Projetos architecture studio, which received the challenge of integrating in a single location all the teams of ZoomEducation, a Brazilian company exclusively representing Lego Education in the country and developing learning solutions; and hosting the franchisees for training. Having three different offices in São Caetano do Sul, Zoom had about 100 employees in its marketing, franchise, product & development and IT departments physically disconnected. The administrative-financial teams already occupied an entire floor in the same building and the others were located in small commercial townhouses in districts distant from São Caetano. "All the employees wished to have a playful ambiance in tune with the creativity of the areas which would occupy the floor", explains architect Maria Inês Zemella. As the project's priorities were the common areas, the layout started from the collective to the particular. "From the conviviality area, small auditorium, coffee break, and reading spaces to the managers' closed offices and more formal meetings", described the architect. The uninterrupted flow of circulation and information around the central elevator and stairways integrates the departments and facilitates communication.



Destaques da Loja Pini
Aplicativos